Palavras para quê?

Anda um homem a gabar-se, gabar-se, é mesmo essa a expressão, poderia ser vangloriar-se, auto-elogiar-se, que eu também sei falar bem, se treinar muito, além disso tenho vários dicionários e acesso à internet, a internet é um dicionário gigante, alguém sabe ao certo quanto pesa?, mas gosto pouco de sinónimos, prefiro usar as primeiras palavras que me vêm à cabeça, aqui e no campo. São como os suplentes, os sinónimos, convocados para a partida, mas não para o jogo.

Recomeçando. Anda um homem armado em fanfarrão, é mesmo esse o termo, fanfarrão, fazes as pessoas acreditar no que tu dizes, as pessoas acreditam no que tu dizes, primeiro duvidam, será que ele joga assim tão bem?, não estará a exagerar?, mas por fim lá acreditam, nem que seja porque gostam de ti, e depois chega a hora H – não deixa de ser significativo a letra que define o grande momento ser uma consoante muda – e perguntam-se: é isto que ele joga, afinal? Pensam, não comentam, não precisam de dizer nada que eu vejo tudo, os desabafos entredentes, o abanar de cabeça, o encolher de ombros, só não vê quem não quer. O corpo diz tudo mesmo quando a boca se fecha.

O que se passou foi o seguinte: convidaram-me para jogar, um amigo com quem já não estava há alguns anos, porque anda a ler os meus textos, porque estas coisas fazem-nos lembrar coisas pá, temos que nos encontrar mais vezes, que ir jantar, começamos pela bola, que tal?, e eu que sim, porque não?, a bola é redonda, vamos comê-la. Apresenta-me à equipa, este é o João, este é fulano, aquele é beltrano, olá, tudo bem, começa o jogo, acaba o jogo, e foi o que se viu, o melhor é nem comentar. Peço desculpa ao meu amigo, peço desculpa a toda a gente, qual desculpa qual quê, dizem todos, jogaste bem, diz ele, não joguei nada, digo eu. Até à próxima.

Não vai haver próxima, tenho a certeza. Não estou habituado a este piso, explico-lhe, já cá fora, banho tomado. É uma grande diferença jogar no sintético ou em taco. Ao ar livre ou no pavilhão. Um tecto e um chão fazem toda a diferença, é outra realidade, ainda por cima dentro de quatro paredes falta-me o ar, gosto de olhar para o céu enquanto jogo. E estes ténis escorregam muito. Os outros estavam molhados, deixei-os na varanda a secar depois do jogo de domingo, não imaginas o que choveu no domingo, aquilo é que foi uma tempestade, mas eu adoro jogar à chuva, não me estou a queixar. Jogar à chuva é como contrariar a Natureza, jogas contra as horas, contra os outros e contra o tempo, é bom que dês tudo.

Desculpa. Desculpas e mais desculpas, ainda não me calei, há jogos em que não me calo, há dias em que não me calo, deve ser de alguma coisa que comi, de algum livro que li. Por falar nisso, quem era aquele de camisola preta? Faz-me lembrar o Bartleby, do Melville, já leste? Não, só o Moby Dick. Tens que ler. Sempre que o patrão lhe pedia para fazer uma tarefa ele respondia “prefiro não o fazer”, e não dizia mais nada, não trabalhava nem dava explicações. Este é diferente, não o ouvi dizer uma palavra durante todo o jogo, mas há muito que não via ninguém jogar tanto. Joga sempre assim?

Joga. Chama-se Luís, é a única coisa que sabemos. Um dia ficámos sem um jogador, foi viver para o estrangeiro e nem sequer avisou, ele estava por aqui a treinar, pedimos-lhe para fazer uma perninha, jogou tão bem, tão bem, que o convidamos para vir sempre, foi a melhor coisa que nos aconteceu. Não se mete com ninguém. Entra mudo e sai calado. É o jogador perfeito.

Pois é, pois é, digo eu.

 

http://p3.publico.pt/actualidade/desporto/6029/palavras-para-que

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

joão ferreira oliveira

%d bloggers like this: